Revista - Nº 16 - Ano 10 - Jun 2021

.QUALIS CAPES: B4 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo; B5 - Interdisciplinar, Planejamento Urbano e Regional e Demografia.

  APRESENTAÇÃO

AGRICULTURA FAMILIAR, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SUSTENTABILIDADE: UMA ANÁLISE TEÓRICO-REFLEXIVA DESSA RELAÇÃO
02
Autor/Author: Thiago Chagas de Almeida
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Thiago Chagas de Almeida
 
Título
AGRICULTURA FAMILIAR, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SUSTENTABILIDADE: UMA ANÁLISE TEÓRICO-REFLEXIVA DESSA RELAÇÃO
 
Resumo/Abstract

Atualmente são discutidos diversos caminhos para construção de um mundo mais sustentável, tendo como exemplo global a Agenda 2030. Desse modo, os termos “Desenvolvimento Sustentável (DS)” e “Sustentabilidade” são cada vez mais debatidos na literatura, havendo diversas indicações de ações sustentáveis, como o fomento à Agricultura Familiar. Contudo, a definição desses conceitos e a sua correlação é pouco delimitada pelos estudos bibliográficos, o que leva ao seguinte questionamento: Como a Agricultura Familiar pode contribuir para a Sustentabilidade e o que de fato é Sustentabilidade, DS e Agricultura Familiar? Partindo de discussões teóricas, este trabalho objetivou analisar a relação entre Sustentabilidade, DS e Agricultura Familiar, observando os limites e desafios dessa associação. Para isso, foi feita uma pesquisa bibliográfica e documental, baseada na metodologia qualitativa. Os resultados da pesquisa identificaram que a Agricultura Familiar é uma atividade com potencial de ser utilizada no DS para o alcance da Sustentabilidade. Entretanto essa articulação apresentou alguns percalços práticos a serem superados. Destacaram-se como principais: o fato das políticas públicas agrícolas terem lógicas divergentes da Agricultura Familiar; e o desafio de buscar alternativas que realmente relacione essa atividade ao DS, para o então alcance da Sustentabilidade na sua essência e proposta.

.

 
Palavras-Chaves/Keywords

sustentabilidade; desenvolvimento sustentável; agricultura familiar.

.



RECONSTRUÇÃO HUMANA VIA CHATBOTS: IMPACTOS JURÍDICOS, LIMITES E POSSIBILIDADES FRENTE À LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS - LGPD
16
Autor/Author: Fernando Tiago Nascimento Medeiros, Ivan de Mattos Lessa, Fernando José da Hora Lopes.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Fernando Tiago Nascimento Medeiros, Ivan de Mattos Lessa, Fernando José da Hora Lopes.
 
Título
RECONSTRUÇÃO HUMANA VIA CHATBOTS: IMPACTOS JURÍDICOS, LIMITES E POSSIBILIDADES FRENTE À LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS - LGPD
 
Resumo/Abstract

Este artigo tem como objetivo discutir a problemática da reconstrução humana via chatbots frente à Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD. Valendo-se de metodologia exploratória, análise documental e pesquisa bibliográfica, procura-se traçar os limites e aplicações da LGPD frente à problemática de desenvolvimento de chatbots humanos. Desta forma, conclui-se que a incidência da LGPD sobre a problemática é possível e estabelece alguns critérios para o uso de dados pessoais, no entanto, a dificuldade de tratar dos direitos da pessoa morta ainda é uma limitação do ordenamento jurídico brasileiro.

.

.

.

.

.

 
Palavras-Chaves/Keywords
Chatbot; Proteção de Dados; Direitos Fundamentais
ATUAÇÃO DOCENTE EM CONTEXTO DE LUTO INFANTIL: INTERSEÇÕES ENTRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA E O ACOLHIMENTO AFETIVO
28
Autor/Author: Paula Cavalcante Trindade Vieira, Luciana Rios da Silva, Selma Barros Daltro de Castro
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Paula Cavalcante Trindade Vieira, Luciana Rios da Silva, Selma Barros Daltro de Castro
 
Título
ATUAÇÃO DOCENTE EM CONTEXTO DE LUTO INFANTIL: INTERSEÇÕES ENTRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA E O ACOLHIMENTO AFETIVO.
 
Resumo/Abstract

As práticas pedagógicas e os saberes do professor devem ocorrer de forma consubstanciada. Tal saber advém dos estudos, das disciplinas, do currículo e das suas experiências. As práticas por sua vez, não devem estar atreladas a uma postura totalmente técnica, mas a ações humanizadoras que contemplem o indivíduo na sua totalidade, de acordo com as necessidades dos educandos. Cabe, portanto o preparo docente para lidar com a heterogeneidade presente na sala de aula, como em situações de morte e luto vivenciado por crianças. É sobre essa temática, o luto infantil em crianças no contexto escolar, que o presente trabalho é consolidado, apresentando assim a seguinte questão norteadora: quais práticas educativas são desenvolvidas por docentes para promover a integração de crianças enlutadas no contexto da sala de aula da educação infantil? O principal objetivo desse trabalho é analisar as práticas pedagógicas que são desenvolvidas pelos docentes para integração e desenvolvimento de crianças enlutadas no contexto da educação infantil. A coleta de dados foi feita através de um questionário aberto sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas pelas docentes com crianças em situação de luto. Todas as colaboradoras possuem formação em licenciatura em pedagogia e atuam há mais de uma década na rede de ensino do município de Feira de Santana – Ba. Vinculado á análise dos dados, nos baseamos em fundamentação de estudiosos como Ariès (1978), Kovács (1972), Paiva (2011), Franco e Mazorra (2007) entre outros. O estudo resultou no reconhecimento por parte das professoras colaboradoras em considerarem relevante a reflexão e conhecimento sobre o luto infantil no contexto escolar.

.

.

 



 
Palavras-Chaves/Keywords

Escola; Práticas docentes; Luto infantil.



COORDENADOR PEDAGÓGICO À FRENTE DOS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
45
Autor/Author: Naiane Maria Lucas das Chagas, Morgana Jesus de Mattos, Geisa Arlete do Carmo Santos.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Naiane Maria Lucas das Chagas, Morgana Jesus de Mattos, Geisa Arlete do Carmo Santos.
 
Título
COORDENADOR PEDAGÓGICO À FRENTE DOS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
 
Resumo/Abstract

O objetivo deste estudo é apresentar como o Coordenador Pedagógico pode contribuir para a inclusão de crianças com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) no Ensino Regular. Para atingir o objetivo geral e específicos que nortearam a pesquisa, foram utilizados como mecanismos de coleta de dados, questionário e estudos bibliográficos que subsidiaram e referenciaram esta pesquisa. Os achados encontrados pelas pesquisadoras atenderam a busca dos objetivos que embasaram as nossas perguntas norteadoras. Obtivemos resultados satisfatórios que colaboram para os estudos envolvendo a Educação Inclusiva e o Coordenador Pedagógico, onde o mesmo, aparece como peça-chave, auxiliando todos os envolvidos no processo de inclusão e colaborando para que haja uma educação inclusiva de qualidade e efetiva.

.

.

 
Palavras-Chaves/Keywords
Coordenador Pedagógico; Educação Inclusiva; Desafios; Direitos; Formação continuada.

ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NA PANDEMIA DO COVID-19: UMA EXPERIÊNCIA COM ESTUDANTES DO 9º ANO DO ENSINO BÁSICO
63
Autor/Author: Profª. Esp. Bruna Vasconcelos de Santana, Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva, Profa. Esp. Marilene Sacramento Miranda.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Profª. Esp. Bruna Vasconcelos de Santana, Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva, Profa. Esp. Marilene Sacramento Miranda.
 
Título
ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NA PANDEMIA DO COVID-19: UMA EXPERIÊNCIA COM ESTUDANTES DO 9º ANO DO ENSINO BÁSICO
 
Resumo/Abstract

Este texto tem por objetivo discutir os desafios enfrentados pelos (as) docentes, em especial as professoras de Língua Portuguesa (LP) durante o ensino remoto, por meio de um relato de experiência de uma das autoras deste artigo com as contribuições das coautoras ressaltando, sobretudo, as dificuldades para ensinar LP durante o isolamento social, uma vez que o ensino emergencial surgiu como a alternativa mais adequada para o momento, mas ele chegou carregado de desafios que representam uma caminhada árdua para todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. Para realizar este estudo optamos pela pesquisa de caráter etnográfico para descrever e discutir sobre o desenvolvimento das competências e habilidades basilares dessa disciplina que estão sendo desenvolvidas nesse tipo de remoto. Para tanto, acompanhamos de março a maio o ensino remoto numa turma do 9º ano na Escola de Primeiro Grau Jesus Cristo-(EJC). Ao final desse período, concluímos que é necessário continuar buscando caminhos para que alcancemos o objetivo do ensino de LP que é formar pessoas críticos que sejam capazes de identificar e interagir com diversos gêneros textuais que circulam socialmente e participar com sucesso da vida do bairro, da sociedade e do país.

 

.

.

 

 


 
Palavras-Chaves/Keywords
Ensino Remoto; Língua Portuguesa; Desafios.
FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORAS DE LÍNGUA PORTUGUESA A LUZ DA AUTOETNOGRAFIA: UMA ESCRITA DE SI.
73
Autor/Author:Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva, Profª. Esp. Bruna Vasconcelos de Santana, Profa. Esp. Marilene Sacramento Miranda
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva, Profª. Esp. Bruna Vasconcelos de Santana, Profa. Esp. Marilene Sacramento Miranda
 
Título
FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORAS DE LÍNGUA PORTUGUESA A LUZ DA AUTOETNOGRAFIA: UMA ESCRITA DE SI.
 
Resumo/Abstract

Este estudo tem como objetivo analisar o processo de formação continuada de quatro professoras de Língua Portuguesa e uma coordenadora pedagógica, realizada às margens da universidade, discute ainda sobre o processo de letramento acadêmico-científico das participantes e a interferência dessa constituição no desenvolvimento pessoal, intelectual e profissional das docentes, a fim de fomentar o debate acerca desse assunto nas universidades públicas da Bahia. Para tanto, optamos pela pesquisa autoetnográfica, etnográfica, autobiográfica e colaborativa. Os dados da pesquisa englobam os registros audiovisuais durante os encontros para estudo, compartilhamento de leitura, produções de gêneros acadêmicos e escolares, relatos escritos das colaboradoras da pesquisa. A geração de dados se deu em encontros quinzenais na residência das professoras, nos locais de trabalho, na sala de aula da universidade, em colóquios e congressos internacionais e nacionais. Por fim, percebemos que houve uma ressignificação dos saberes científicos e pedagógicos das docentes, ampliação das competências de ler de escrever textos acadêmicos das educadoras e de expressar-se oralmente de acordo com as normas dos contextos universitários e autonomia para continuar os estudos e elaborar as atividades didáticas para os estudantes do ensino básico. Cabe destacar que este texto faz parte da tese de doutorado da autora do texto.

 

.

.

.

 


 
Palavras-Chaves/Keywords

Formação continuada; autoetnografia; letramento acadêmico-científico; Ler; Escrever.

UMA EXPERIÊNCIA COM ESTUDANTES DO 3º ANO ENSINO MÉDIO COL. EST. LUIZ VIANA FILHO- CANDEIAS- BA: AS MEDICINAS POPULAR E CIENTÍFICA
89
Autor/Author:Profº. Esp. Diêgo Cruz Argolo, Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Profº. Esp. Diêgo Cruz Argolo, Profª. Drª. Laureci Ferreira da Silva
 
Título
UMA EXPERIÊNCIA COM ESTUDANTES DO 3º ANO ENSINO MÉDIO COL. EST. LUIZ VIANA FILHO- CANDEIAS- BA: AS MEDICINAS POPULAR E CIENTÍFICA
 
Resumo/Abstract

Este trabalho tem como objetivo relatar a experiência em sala de aula de um projeto didático interdisciplinar intitulado “Saberes da Medicina Popular e Científica do Povo” de Candeias- BA, elaborado e executado pelo professor, autor deste texto e orientado pela coautora com 90 alunos do 3º ano do ensino médio regular do Colégio Estadual Luiz Viana Filho de Candeias- BA, a fim de viabilizar a discussão e reflexão acerca da significância da Medicina Popular e da Medicina Científica para comunidade candeense. Este estudo fundamenta-se nos conhecimentos da Medicina Popular e da Medicina Científica e seu caráter etnográfico, uma vez que trata da cultura de um povo e é também etnografia escolar, porque é realizado na escola. Considerando a situação em que o estudo foi desenvolvido podemos afirmar que houve troca de saberes entre estudantes e entre professor e os aprendizes sobre o assunto em pauta. Essa reciprocidade garantiu o direito de aprender dos envolvidos nesse processo de ensinoaprendizagem e a compreensão de que as duas medicinas contribuem para melhoria da qualidade de vida das pessoas de sua comunidade. Consideramos este estudo relevante para fomentar as discussões sobre o que ensinar nas aulas de Biologia para 3º do ensino médio.

.

 

.

 

 

 


 
Palavras-Chaves/Keywords

Medicina Popular; Medicina Científica; Conhecimento Empírico.

CONTRIBUIÇÕES DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS PARA O PROCESSO DE APRENDIZAGEM
103
Autor/Author: Thaís Vieira Gois dos Santos.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Thaís Vieira Gois dos Santos.
 
Título
CONTRIBUIÇÕES DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS PARA O PROCESSO DE APRENDIZAGEM.
 
Resumo/Abstract

As tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) sempre tiveram um papel de extrema importância na educação, contribuindo para o aprimoramento das estratégias de ensino, tecnologia e desenvolvimento de instalações. O grande desafio é saber utilizá-las de modo eficiente e permitir que elas contribuam para aperfeiçoar as práticas pedagógicas. O objetivo do artigo é refletir o uso dos recursos tecnológicos para o desenvolvimento da aprendizagem por um olhar psicopedagógico. A tecnologia educacional é associada ao uso de elementos e dispositivos digitais como computadores, smartphones, tablets, etc., no entanto, não deve ser apenas limitada a ela, pois, nem todos possuem os mesmos recursos. Se faz necessário compreender a importância das tecnologias no processo educacional sem esquecer que o acesso a informatização ainda é limitado. Os recursos tecnológicos podem trazer para a educação hoje, diversas contribuições como a obtenção de mais tipos de textos e o credo de maior autonomia do aluno, ressaltando ainda que professores e livros didáticos não são as únicas fontes de informação. As TDICs possuem o potencial de ser utilizadas como recursos que conferem, de forma integrada, acesso a uma gama cada vez maior de informações. Portanto, há necessidade de formar professores que possam atuar nesse ambiente informatizado, de modo a compreender a nova tecnologia como ferramenta para auxiliar o processo de ensino.

 

 


 
Palavras-Chaves/Keywords

Tecnologia. Aprendizagem. Mídias digitais.

HOME CARE, RELAÇÕES SOCIAIS E MERCADO DE TRABALHO
113
Autor/Author:Ana Cristina Lemos dos Santos Costa, Érica Batista.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Autor/Author:Ana Cristina Lemos dos Santos Costa, Érica Batista.
.
 
Título
HOME CARE, RELAÇÕES SOCIAIS E MERCADO DE TRABALHO
 
Resumo/Abstract

O conhecimento critico perante ao cotidiano perpassa por uma dimensão da visão sobre educação, saúde, ética e o social que remonta aos primórdios da civilização humana quanto aos ganhos obtidos historicamente determinados, desconhecendo-se um modelo fixo nas diferentes sociedades. Dessa maneira, são construídas e reconstruídas as relações sociais tendo como base as legislações e normativas vigentes para a funcionalidade do atendimento de Home Care no mercado de trabalho que pressupõe integração de ações voltadas para um atendimento personalizado caracterizado pela adoção humanitária e ética do ser social no agir do trabalhador, profissional.Mesmo dentro de uma realidade social, esse processo, dar-se o enredar dos trabalhadores (as) e os (as) diversos (as) profissionais nas respectivas funções e profissões contratadas pelas instâncias, público ou privado, no processo de trabalho que submetem as contradições decorrentes das relações entre o capital e o trabalho. Devido a atual situação planetária, vivenciada com a pandemia, Covid -19, uma nova tendência se realça à uma mudança de postura por parte de toda humanidade na busca de uma organização individual e coletiva a respeito às normas de condutas dos deveres e direitos humanos, civis, éticos, sociais para a caminhada da cidadania no sistema capitalista.

   

 

 


 
Palavras-Chaves/Keywords

Ética- Mercado de Trabalho- Home Care.



A EVOLUÇÃO DO ENSINO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS NO BRASIL: DE SUA ORIGEM A 2019.
137
Autor/Author: Celso Almeida da Natividade .
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Celso Almeida da Natividade .
 
Título
A EVOLUÇÃO DO ENSINO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS NO BRASIL: DE SUA ORIGEM A 2019.
 
Resumo/Abstract

Este estudo teve como objetivo apresentar a evolução do ensino de graduação em Ciências Contábeis no Brasil, de sua origem a 2019. Por meio de seu objetivo a pesquisa é exploratória. Referente a seu desenvolvimento ela é bibliográfica, documental e histórica. Foram identificadas e analisadas algumas bibliografias e fundamentalmente a legislação que amparou a constituição e evolução do curso de graduação em Ciências Contábeis. Foi apurado que o curso teve origem no ensino comercial e no curso superior que existiu até a criação do curso de graduação em Ciências Contábeis. A estrutura do curso foi evoluindo, amparada pela legislação procurando harmonizar o curso ao progresso da economia, da evolução da contabilidade e da necessidade da contabilidade por meio das organizações. No período de 2010 a 2019 a evolução do número de matrículas no curso acompanhou a evolução do número de matrículas na graduação, entretanto a preferência pelo curso à distância vem aumentando em relação ao presencial que vem declinando.

.

 

 


 
Palavras-Chaves/Keywords

ensino comercial; ensino de graduação, curso de graduação em ciências contábeis.



 
 
SEÇÃO REFLEXÕES
 
AUTISMO: BREVES REFLEXÕES DE UM PESQUISADOR DE/SOBRE LINGUAGEM.
143
Autor/Author: César Costa Vitorino.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
César Costa Vitorino.
 
Título
AUTISMO: BREVES REFLEXÕES DE UM PESQUISADOR DE/SOBRE LINGUAGEM..
 
PROCESSO AVALIATIVO ONLINE PARA UMA EDUCAÇÃO HÍBRIDA.
150
Autor/Author: Profa Gidélia Alencar.
 
Autor/Author
Abrir Artigo Fazer Download
Profa Gidélia Alencar.
 
Título
PROCESSO AVALIATIVO ONLINE PARA UMA EDUCAÇÃO HÍBRIDA..